Links rápidos

Economize tempo e assuma o controle dos gastos

Mude para gestão de gastos empresariais mais inteligentes hoje mesmo

O que é Fintech, como funcionam e exemplos de serviços oferecidos por essas empresas

André Apollaro

Data de publicação: 26/06/2023

o que é fintech - o que são as fintechs
o que é fintech - o que são as fintechs

Com a crescente digitalização dos serviços financeiros, as fintechs surgiram como alternativas modernas e inovadoras às instituições financeiras tradicionais. Mas afinal, o que é fintech e quais são as soluções que essas empresas oferecem?

Neste artigo, vamos explorar:

  • o que é fintech e sua origem;
  • como funcionam as fintechs;
  • quais são os serviços que elas oferecem;
  • seu impacto no mercado financeiro e as tendências futuras.

O que é Fintech?

Fintech é um termo que se refere às empresas que utilizam tecnologia para oferecer serviços financeiros de forma mais rápida, acessível e personalizada. 

Ou seja, são empresas que combinam inovação e tecnologia para criar soluções financeiras descomplicadas e simplificadas de forma totalmente digital.

As fintechs ganharam muito espaço no mercado pois permitem que os clientes tenham mais controle sobre suas finanças e oferecem soluções mais convenientes e acessíveis do que as instituições financeiras tradicionais. 

A gama de serviços financeiros disponíveis inclui:

  • empréstimos;
  • investimentos;
  • pagamentos;
  • transferências de dinheiro;
  • gestão de despesas empresariais;
  • entre outros.

Origem e evolução das fintechs

Embora o termo fintech tenha sido criado apenas no século XXI, as empresas que são consideradas fintechs existem há muito tempo. A conhecida Paypal, por exemplo, começou a operar em 1998. 

Contudo, as fintechs ganharam mais popularidade e espaço na última década. 

Isso se deu, pois muitas pessoas passaram a ter acesso aos smartphones e outros dispositivos móveis, possibilitando a realização de transações financeiras e gerenciar suas finanças através deles. 

Portanto, essa facilidade de acesso e a conveniência oferecidas pelas fintechs têm atraído muitos clientes em todo o mundo.

Elas oferecem soluções mais eficientes e personalizadas para empresas de todos os tamanhos, permitindo que as mesmas gerenciem suas finanças de forma mais eficaz e tomem decisões mais informadas.

Fintechs vs. instituições financeiras tradicionais

As fintechs são diferentes das instituições financeiras tradicionais porque elas tendem a ser mais eficientes, ágeis e inovadoras. 

Portanto elas alcançam um público mais amplo – incluindo indivíduos e empresas -, oferecendo serviços financeiros que são personalizados e adaptados às necessidades do cliente.

Além disso, as fintechs oferecem serviços a custos mais baixos do que as instituições financeiras tradicionais, tornando suas soluções financeiras mais acessíveis à uma gama mais ampla de pessoas. 

Isso é especialmente importante para pessoas que têm dificuldades em acessar serviços financeiros tradicionais, como aqueles que vivem em áreas rurais ou que têm histórico de crédito ruim.

Dessa forma, as fintechs também estão mudando a forma como as instituições financeiras tradicionais operam. 

Muitas instituições financeiras estão investindo em tecnologia para competir com as fintechs, oferecendo soluções mais inovadoras e personalizadas para seus clientes.

No entanto, as fintechs ainda têm uma vantagem sobre as instituições financeiras tradicionais em termos de inovação e agilidade, pois são capazes de desenvolver e implementar novas soluções financeiras mais rapidamente.

Isso permite que elas se adaptem mais rapidamente às necessidades dos clientes do que as instituições financeiras tradicionais.

Como funcionam as Fintechs?

As fintechs são empresas que utilizam inovações tecnológicas para oferecer serviços financeiros de forma mais rápida, acessível e personalizada. Portanto, elas empregam tecnologias, como:

  • a inteligência artificial (IA);
  • aprendizagem automática;
  • análise de dados para criar soluções financeiras que atendam, de fato, às necessidades dos clientes.

Essas soluções incluem desde serviços de pagamento, gerenciamento de ativos, empréstimos, financiamentos e seguros, até plataformas de investimentos e gestão financeira pessoal.

Ou seja, são capazes de criar novas soluções financeiras rapidamente, adaptando-se às necessidades do mercado e às demandas dos clientes.

Isso as torna altamente inovadoras e capazes de recriar setores inteiros do mercado financeiro em pouco tempo – sendo, a capacidade de inovação, uma das principais vantagens das fintechs.

Modelos de negócio e inovação

As fintechs podem seguir diversos modelos de negócio, desde plataformas peer-to-peer (P2P) até modelos de assinatura ou de negociação. 

Algumas inclusive oferecem serviços gratuitos, como contas bancárias digitais, enquanto outras cobram taxas por serviços específicos.

Independentemente do modelo de negócio adotado, as fintechs têm em comum a busca por soluções financeiras mais eficientes e personalizadas através do uso de tecnologias avançadas.

Regulação e segurança 

Embora as fintechs sejam menos regulamentadas do que as instituições financeiras tradicionais, elas têm de cumprir as leis e regulamentos de seus países de origem. 

As leis e regulamentos foram criados para proteger os consumidores e também as empresas, garantindo que as fintechs atuem com integridade e transparência.

Além disso, elas também empregam uma série de tecnologias avançadas de segurança para proteger os dados e as informações dos clientes, como:

  • criptografia de alta qualidade;
  • autenticação de dois fatores;
  • técnicas de verificação biométrica.

Fintechs no Brasil

O mercado de fintechs no Brasil tem crescido rapidamente nos últimos anos. 

Segundo um estudo da Conexão Fintech, existem +800 fintechs em operação no país, com destaque para as áreas de pagamentos, empréstimos, investimentos e gestão financeira pessoal. Algumas das principais fintechs brasileiras incluem:

  • Nubank;
  • Creditas;
  • GuiaBolso. 

Essas – e outras – empresas têm revolucionado o mercado financeiro brasileiro, oferecendo soluções mais simples, eficientes e personalizadas para os clientes.

5 Principais serviços oferecidos pelas Fintechs

1 – Soluções de pagamento e transferências

As fintechs fornecem soluções de pagamento inovadoras, tais como:

  • carteiras digitais;
  • pagamentos por aproximação (NFC);
  • pagamentos por QR code;
  • cartões com software de gestão;
  • entre outros. 

Além disso, elas oferecem taxas mais baixas para transferências internacionais e reduzem o tempo necessário para as transações.

2 – Empréstimos e financiamentos

As fintechs também oferecem empréstimos e financiamentos de forma mais conveniente e acessível do que as instituições financeiras tradicionais. Isso inclui, por exemplo:

  • empréstimos peer-to-peer (P2P);
  • empréstimos para pequenas empresas;
  • financiamentos de veículos. 

Elas são capazes de oferecer taxas mais baixas devido à sua estrutura de custos mais enxuta e às operações totalmente online.

Além disso, as fintechs são capazes de avaliar o risco de crédito de forma mais precisa, utilizando algoritmos e IA para analisar as informações financeiras dos solicitantes. 

Dessa forma,  elas conseguem oferecer empréstimos para pessoas que normalmente seriam rejeitadas pelos bancos tradicionais.

3 – Investimentos e gerenciamento de ativos

Outro serviço muito importante oferecido pelas fintechs é permitir que os investidores gerenciem e controlem seus ativos de forma 100% digital e online, oferecendo soluções de gerenciamento de portfólio em conjunto com educação financeira. 

Dessa forma os investidores tomam decisões informadas sobre seus investimentos através de ferramentas de análise e gráficos, e também contam com plataformas de investimento online que oferecem taxas baixas e opções de investimento personalizadas.

Por exemplo, a fintech X oferece uma plataforma de investimento online que permite que os usuários invistam em ações, títulos e fundos mútuos com taxas baixas e sem a necessidade de um corretor. 

4 – Seguros e serviços de proteção

As fintechs oferecem uma gama de soluções de proteção financeira, tais como:

Elas podem oferecer cobertura a preços mais baixos devido pois têm capacidade de coletar e analisar grandes quantidades de dados, sendo capazes de avaliar melhor o risco envolvido.

Por exemplo, a fintech Y oferece um seguro de carro baseado em telemetria, ou seja, utiliza dados coletados do veículo para avaliar o risco de acidentes e determinar o preço do seguro. 

Isso permite que os motoristas mais cuidadosos paguem menos pelo seguro, incentivando a direção segura.

5 – Criptomoedas e blockchain

As fintechs também são responsáveis por grande parte da inovação na área das criptomoedas e do blockchain. Isso se dá, pois elas oferecem:

  • soluções de negociação;
  • carteiras digitais;
  • soluções de pagamento em cryptocurrency;
  •  e soluções de registro e validação baseadas em blockchain.

Por exemplo, a fintech Z oferece uma solução de pagamento em Bitcoin, permitindo que os usuários enviem e recebam pagamentos em todo o mundo sem a necessidade de intermediários. 

Além disso, uma outra fintech oferece uma solução de registro de propriedade baseada em blockchain, permitindo que os usuários registrem e validem, de forma segura e transparente, a propriedade de seus ativos, como imóveis e veículos.

O impacto das fintechs no mercado financeiro

As fintechs têm causado um grande impacto no mercado financeiro nos últimos anos, trazendo inovação e mudando a forma como as pessoas e empresas lidam com suas finanças. 

Essas empresas estão transformando a indústria financeira. Separei a seguir alguns exemplos dessas transformações:

Aumento da competição e redução de custos

Com a entrada das fintechs no mercado financeiro, houve um aumento significativo na competição desse setor. Afinal, as fintechs são capazes de oferecer soluções a preços reduzidos, o que está mudando a forma como as pessoas e empresas lidam com suas finanças.

Além disso, as fintechs estão abrindo o acesso a serviços financeiros para indivíduos e empresas que anteriormente não tinham acesso a eles. Consequentemente, ajuda a combater a exclusão financeira, que afeta milhões de pessoas em todo o mundo.

Portanto, as instituições financeiras tradicionais estão sendo forçadas a repensar suas estratégias e modelos de negócio para se manterem competitivas. 

Conclusão: Tendências e perspectivas futuras

O futuro das fintechs parece brilhante, com um aumento esperado na adoção de soluções financeiras baseadas em tecnologia, inovação contínua e serviços cada vez mais personalizados e acessíveis. 

À medida que elas continuam a crescer e evoluir, é interessante ver como irão mudar o mercado financeiro e como as instituições financeiras tradicionais irão responder a essas mudanças.

Inclusive, é provável que haja uma maior colaboração entre as fintechs e as instituições financeiras tradicionais, à medida que ambas buscam oferecer soluções financeiras melhores e mais acessíveis para seus clientes.

A Payfy é uma das empresas que está ganhando cada vez mais espaço no Brasil. 

Por meio do BB Ventures, braço de investimento em venture capital gerido pela MSW Capital, o Banco do Brasil aportou em 2023 R$4 milhões na PayFy, nossa plataforma fundada em 2018 e que já atraiu clientes como LG, Havaianas, Multilaser, P&G, Unimed e Moura.

Com o objetivo de solucionar a gestão de despesas empresariais, criamos um cartão corporativo com software de gestão inteligente e que se integra a outras ferramentas usadas por empresas como ERPs.

imagem com texto: “Quer ver o sistema de cartões inteligentes da Payfy funcionando? Peça uma demonstração”. O que é Fintech - O que são fintechs

Até a próxima!


André Apollaro

Founder & CEO da Payfy

Publicações relacionadas

plugins premium WordPress

Produtos

Payfy é a solução de gastos para equipes com visão de futuro.

Aprenda

Conteúdos e guias gratuitos sobre gestão de gastos corporativos e como utilizar nossos softwares da melhor maneira.