Economize tempo e assuma o controle dos gastos

Mude para gestão de gastos empresariais mais inteligentes hoje mesmo

Links rápidos

Cultura Organizacional: guia completo para implementá-la na sua empresa

André Apollaro

Data de publicação: 24/01/2024

Cultura Organizacional
Cultura Organizacional

No cenário empresarial atual, em constante evolução e altamente competitivo, a cultura organizacional tornou-se um diferencial importante. 

As empresas que a utilizam são capazes de atrair e reter talentos, promover a inovação e adaptar-se com agilidade às mudanças do mercado, além de criar um ambiente de trabalho positivo, motivador e alinhado com a estratégia da empresa.

Por outro lado, organizações que negligenciam sua cultura enfrentam dificuldades para engajar os colaboradores, lidar com conflitos internos e atender às demandas dos clientes de forma eficaz.

Pensando nisso, juntei nesse artigo tudo que você precisa saber para criar, implementar, avaliar e manter uma boa cultura organizacional no seu negócio.

Vamos lá? Boa leitura!

O que é cultura organizacional?

Segundo a antropologia, cultura é um conceito que se refere ao conjunto de conhecimentos, crenças, valores, práticas, normas e comportamentos compartilhados por um grupo de pessoas. 

Ou seja, a cultura é adquirida através da socialização e interação com outros membros do grupo, sendo expressada através de um sistema simbólico – artes, linguagem, rituais, costumes, etc – que molda a forma como as pessoas pensam, se comportam e se relacionam umas com as outras. 

Dessa forma, a cultura organizacional refere-se ao conjunto de valores, crenças, normas, comportamentos e práticas compartilhadas pelos membros de uma mesma organização. 

Ela representa a personalidade única de uma empresa,  define o tom do ambiente de trabalho e influencia como as pessoas ali dentro interagem, trabalham e tomam decisões

A cultura organizacional abrange elementos como:

  • a missão e a visão da empresa;
  • os objetivos estratégicos;
  • as práticas de gestão;
  • a comunicação interna;
  • as relações entre os colaboradores;
  • a maneira como a empresa lida com seus clientes, parceiros, fornecedores etc.

Qual é a importância da cultura organizacional para o sucesso da empresa?

A cultura organizacional tem um grande papel no crescimento de uma empresa, pois ela molda o comportamento e a identidade da organização, afetando diretamente o desempenho, a produtividade e a capacidade de uma empresa se adaptar às mudanças. 

Dessa maneira, a promoção de uma cultura saudável e alinhada com os objetivos estratégicos da organização garante o alinhamento, a longo prazo, dos colaboradores em relação à missão e à visão da empresa. 

Algumas das principais vantagens de ter uma cultura organizacional no seu negócio, são as mudanças que ela causa, como por exemplo:

  • Alinha o direcionamento dos objetivos da empresa; 
  • Aumenta o engajamento e a motivação dos funcionários;
  • Incentiva a tomada de decisão consistentes com os valores e objetivos da empresa;
  • Promove a inovação, adaptabilidade e aprendizagem contínua.

Além das vantagens citadas acima, ela também desempenha um papel importante na atração e retenção de talentos, bem como na construção da imagem e reputação da organização perante o público. 

Como criar e manter uma cultura organizacional?

Por ser uma estratégia de certa forma subjetiva, a cultura organizacional é criada e mantida por meio de várias práticas e processos dentro de uma empresa, que são realizados diariamente e a longo prazo se tornam parte inconsciente da operação de um negócio. 

Para que você possa iniciar a implementação da cultura organizacional na sua empresa separei 7 práticas para a criação e a manutenção de uma cultura organizacional forte:

1. Definição de valores, missão e propósito 

Os valores e o propósito da empresa devem ser claramente definidos e comunicados a todos os membros da organização. Eles devem refletir os princípios fundamentais pelos quais a empresa se guia.

A missão, inclusive, é a base de uma cultura organizacional, nela estão resumidos os valores e propósitos que a empresa busca atingir com os seus serviços. 

No livro Um Novo Jeito de Trabalhar (Título original: Work Rules!), do empresário Laszlo Bock, ele compartilha como exemplo a missão da Google – empresa em que ele foi o diretor de RH e na qual baseou seu livro: 

“A missão do Google é o primeiro alicerce da nossa cultura. Nossa missão é ‘organizar as informações do mundo e torná-las mundialmente acessíveis e úteis’” (BOCK, 2015, p. 39)

Ou seja, é a partir dessa missão que todas as decisões da Google são pautadas com o objetivo de sempre manter os seus serviços alinhados com a empresa e seus clientes.

Inclusive, recomendamos muito a leitura desse livro se você busca se aprofundar na gestão de pessoas e na criação e manutenção da cultura organizacional.

2. Contratação com base na cultura 

Esse ponto acredito ser o principal para a manutenção saudável da cultura organizacional, afinal, se estamos falando de um sistema simbólico entre um conjunto de pessoas, essas pessoas serão responsáveis por manter – ou não – uma cultura.

Portanto, durante o processo de contratação, é importante selecionar candidatos que compartilhem os mesmos objetivos, valores, visão da empresa e consequentemente a cultura será naturalmente mantida e atualizada. 

Esse ponto influencia tanto para garantir que os novos funcionários se encaixem na cultura existente e contribuam para mantê-la, quanto para ter equipes e perfis de colaboradores que acreditam de fato no que a empresa oferece.

Dessa forma a empresa aumenta a retenção de talentos, diminui a sua taxa de evasão e também previne problemas judiciais com seus colaboradores.

3. Comunicação eficaz 

A comunicação clara e consistente é essencial para manter a cultura organizacional. 

Por isso, os líderes devem comunicar regularmente os valores, objetivos e expectativas da empresa, além de incentivar o diálogo aberto e encorajar a participação de todos os membros da equipe.

Outro ponto na comunicação eficaz é deixar claro o perfil da empresa, dos clientes e dos colaboradores. 

Dessa forma a linguagem, os jargões e a abordagem que os colaboradores devem ter na empresa estão bem alinhados – isso se reflete desde reuniões às campanhas de marketing.

4. Liderança exemplar

Os líderes desempenham um papel fundamental na criação e manutenção da cultura organizacional, afinal, eles são a ponte entre os colaboradores e os donos de uma empresa.

Portanto, uma cultura saudável requer líderes que agem como modelos de comportamento e vivem os valores da empresa no dia a dia, isso inclui:

  • tomar decisões alinhadas com a cultura;
  • tratar os funcionários de maneira justa e respeitosa;
  • comunicar e relembrar a missão e os valores da empresa;
  • ensinar os outros colaboradores a pensarem como líderes;
  • entre outros.

5. Regras, reconhecimento e recompensa 

Outra maneira de manter uma cultura organizacional – e que também se encaixa com o papel dos líderes – é ter bem esclarecido o que pode ou não ocorrer naquele ambiente e também reconhecer e recompensar os comportamentos que estão alinhados com a cultura organizacional.

Essa é uma maneira eficaz de reforçar os valores desejados. Isso pode ser feito por meio de:

  • políticas internas;
  • elogios;
  • programas de incentivo;
  • oportunidades de crescimento;
  • investir no desenvolvimento dos colaboradores;
  • benefícios diferentes de acordo com o andamento das metas;
  • entre outros.

6. Aprendizagem e desenvolvimento 

Como já mencionamos brevemente, investir no desenvolvimento dos funcionários é fundamental para fortalecer a cultura organizacional. Isso pode ser realizado, por exemplo, através de:

  • programas de treinamento;
  • workshops;
  • oportunidades de aprendizado contínuo;
  • consultorias para toda a equipe;
  • ajuda de custo com cursos/graduação/pós-graduação;

O aprendizado ajuda a manter os funcionários engajados, valorizados, atualizados no mercado que estão inseridos e alinhados com a cultura da empresa.

7. Avaliação e feedback 

Apesar de as práticas serem diárias e, muitas vezes, individuais, a cultura não se mantém sozinha.

Portanto, tenha alinhado com toda a empresa para que a cultura organizacional seja avaliada regularmente, solicitando feedback dos funcionários para ajudar a identificar as áreas que precisam ser ajustadas ou melhoradas. 

Isso demonstra que a empresa valoriza a opinião dos funcionários e está comprometida em manter uma cultura saudável e relevante.

Além disso, também pode ser parte da cultura a realização de feedbacks 360. Como o nome sugere, essa prática de feedbacks deve contemplar a empresa como um todo (360 graus) não somente avaliações “de cima para baixo”.

Dessa forma, os colaboradores também podem realizar feedbacks para os gestores e diretores, assim como gestores e diretores para os cargos mais altos que os seus. 

Isso é muito importante para que não exista um tipo de hierarquia rígida que venha a manter colaboradores desalinhados em cargos “intocáveis”.

A cultura organizacional é um processo contínuo e evolutivo, por isso é indispensável que a liderança e todos os membros da organização estejam comprometidos em promover e sustentar uma cultura positiva e alinhada aos objetivos da empresa.

Cultura Organizacional

Como a cultura organizacional traz benefícios para a empresa e para a motivação e desempenho dos funcionários?

Existem vários benefícios que uma empresa obtém ao possuir uma cultura organizacional forte e positiva, inclusive, mencionamos anteriormente algumas vantagens relacionadas à sua implementação.

Mas, as vantagens não param por aí, por isso, separei alguns dos principais benefícios que essa prática traz para os colaboradores e para a empresa:

1. Atração e retenção de talentos

Uma cultura organizacional forte ajuda na atração e retenção de talentos qualificados.

A partir de um entendimento da missão, valores e objetivos da empresa, em conjunto com a implementação da cultura organizacional os processos do RH são muito mais embasados, e alcançam as seguintes melhorias:

  • Contratação de pessoas com perfil alinhado com a empresa;
  • Menos vista grossa para aqueles funcionários que não agregam de fato para a empresa;
  • Processos Seletivos mais objetivos e rápidos;
  • Plano de Carreira e oportunidades justas para os colaboradores, de acordo com os seus objetivos pessoais.

Em paralelo, a retenção de talentos também aumenta, pois os funcionários tendem a se sentir mais engajados e motivados quando trabalham em um ambiente que valoriza suas habilidades e reconhece suas contribuições.

2. Aumento da produtividade

Uma cultura organizacional positiva aumenta a produtividade dos funcionários, uma vez que eles se sentem mais motivados e comprometidos com o próprio trabalho.

Um bom exemplo disso é a recente adoção do Home Office por muitas empresas. 

Após a pandemia do Covid-19 as empresas viram que manter suas equipes 8 horas por dia, 5 dias por semana no escritório não necessariamente estava trazendo melhores resultados, além de aumentar consideravelmente os gastos com infraestrutura.

Essa mudança na cultura das empresas trouxe flexibilidade para as jornadas de trabalho e fez com que os colaboradores se sentissem ouvidos e valorizados. 

Consequentemente, também faz com que todos se dediquem para manter esse benefício e fazer parte de uma empresa com uma cultura organizacional que preza pelo bem estar de suas equipes.

3. Melhora na tomada de decisão 

Esse ponto pode ser repetitivo, mas uma cultura organizacional forte garante uma base comum de ideais e objetivos compartilhados, o que traz um grande benefício: tomada de decisões embasadas não só em dados, mas também em valores.

Muitas vezes não é possível garantir uma comunicação tão clara entre todos os setores de uma empresa, ainda mais em companhias com um número alto de funcionários ou que conta com diversas sedes. 

Portanto, esse benefício é um dos mais importantes: as equipes tomam decisões baseadas no melhor interesse da empresa. 

Isso evita contratações ruins, contratos com clientes que podem manchar a imagem da empresa, estratégias desalinhadas com a missão, entre outros.

4. Redução do absenteísmo 

Uma cultura organizacional positiva ajuda a reduzir o absenteísmo, pois os funcionários tendem a se sentir mais satisfeitos e engajados com o trabalho.

No nosso dia a dia é completamente normal existir colegas que a gente não é tão chegado assim, contudo, uma cultura organizacional forte permite que os colaboradores tenham um fit cultural mais alinhado.

Esse ponto evita que haja:

  • desrespeito entre os colaboradores;
  • contratação de pessoas desalinhadas com os outros colaboradores e até mesmo com a empresa – aqueles famosos funcionários que para cada solução encontram três problemas e acabam desmotivando todo mundo.

5. Fortalecimento da marca 

Nenhuma empresa quer ser conectada com algo que não a representa, desde campanhas à clientes. 

Por isso, a cultura organizacional também ajuda a fortalecer a marca da empresa, uma vez que os valores, a missão e seu propósito podem ser percebidos por clientes, fornecedores e outros parceiros de negócios sem a necessidade de uma apresentação para isso.

Esse fortalecimento pode ser positivo tanto para atrair clientes de forma orgânica, assim como, para a atração de profissionais talentosos da área.

6. Aumento da resiliência 

Além de tudo que já foi comentado, a cultura organizacional ajuda a aumentar a resiliência da empresa, pois seus colaboradores tendem a trabalhar juntos de forma mais eficaz e colaborativa durante momentos difíceis.

Por isso, uma cultura forte e saudável é capaz de unir os colaboradores em torno de um propósito comum, motivá-los, promover a colaboração e a inovação, e guiar o comportamento de acordo com os valores da empresa. 

Esses são apenas alguns dos benefícios que uma empresa pode obter ao possuir uma cultura organizacional forte e positiva. 

Implemente e comunique a nova cultura aos funcionários e à comunidade em geral

A comunicação da cultura organizacional é essencial para criar uma compreensão compartilhada – e clara – dos valores e identidade da empresa. 

Por isso, aqui estão algumas maneiras de comunicar a cultura organizacional garantindo uma implementação de sucesso:

Declaração de missão, visão e valores

Ter uma declaração clara e concisa de missão, visão e valores da empresa é fundamental. Esses elementos podem ser comunicados através:

  • site da empresa;
  • materiais impressos;
  • apresentações em eventos ou reuniões;
  • até mesmo em murais ou placas dentro das instalações da empresa.

Onboarding e integração

Durante o processo de integração dos novos funcionários, é importante dedicar tempo para explicar a cultura organizacional. 

Isso pode incluir:

  • sessões de treinamento;
  • apresentações de líderes e mentores;
  • distribuição de materiais informativos sobre a cultura e os valores da empresa.

Comunicação interna

Utilize canais de comunicação interna, como intranet ou slack, boletins informativos, e-mails e reuniões regulares, para reforçar a cultura organizacional. 

Através destes canais é possível:

  • compartilhar histórias de sucesso;
  • trazer exemplos de comportamentos alinhados com a cultura;
  • promover a comunicação aberta e transparente;
  • incentivar a interação entre outros setores;
  • etc.

Eventos e celebrações 

Realize eventos e celebrações pontuais que refletem a cultura organizacional. Essa prática normalmente é realizada através de:

  • festas;
  • encontros informais;
  • competições;
  • prêmios ou até mesmo atividades de voluntariado. 

Todas essas ocasiões são ótimas para a cultura pois oferecem oportunidades para fortalecer os valores da empresa ao mesmo tempo que envolvem os colaboradores.

Contudo, devemos sempre se ater que nem todos poderão participar de tudo, mesmo que queiram e sejam alinhados com a cultura

Ou seja, também é responsabilidade da empresa entender que esses eventos informais não necessariamente vão refletir o engajamento de suas equipes.

Presença online

Outra boa maneira para a manutenção da cultura organizacional é através de plataformas online, como as redes sociais corporativas. 

Através delas é possível compartilhar histórias, fotos e vídeos que ilustram a cultura organizacional, permitindo que os funcionários e o público em geral tenham uma visão mais autêntica e atualizada da empresa.

Responsabilidade social corporativa

As questões sociais e ambientais também fazem parte do que a empresa acredita e se baseia, portanto, essa é uma forma de comunicar a cultura organizacional.

Para isso, a empresa pode participar de iniciativas de responsabilidade social, apoiar causas relevantes e compartilhar essas ações com seus colaboradores, clientes e público em geral, demonstrando os valores da empresa.

Relações públicas e marketing

O marketing é indispensável para posicionar uma empresa na atualidade. Portanto, é necessário manter uma cultura organizacional consistente para que não haja problemas com clientes, sócios ou até investidores.

Ela pode ser comunicada por meio de:

  • atividades de relações públicas e marketing;
  • press releases;
  • entrevistas e podcasts com líderes da empresa;
  • participação em eventos do setor;
  • publicidade com depoimentos de colaboradores e clientes;
  • etc.

Cultura Organizacional

Mas e agora? Como medir e avaliar a cultura organizacional da minha empresa?

Chegamos em um ponto tão essencial quando a cultura em si: medir e avaliá-la. Pode ser até um desafio no seu início, pois se trata de um conceito subjetivo e complexo, no entanto, existem algumas abordagens que podem ser úteis para essa finalidade.

Então aqui vão 7 dicas para você avaliar o andamento da cultura organizacional do seu negócio:

1. Pesquisas de clima organizacional 

Mencionei um pouco sobre isso anteriormente, as pesquisas de clima organizacional podem fornecer insights valiosos sobre a cultura da empresa – como ajudar a identificar pontos fortes e áreas de melhoria. 

Portanto, essas pesquisas devem ser amplas e incluir perguntas sobre:

  • valores;
  • normas;
  • colaboração;
  • comunicação;
  • satisfação no trabalho;
  • integração entre os colaboradores;
  • entre outros aspectos relacionados à cultura organizacional. 

2. Entrevistas e grupos focais

Realizar entrevistas individuais ou grupos focais com os funcionários fornece uma compreensão mais profunda da cultura organizacional. 

Essas conversas devem explorar:

  • como os funcionários percebem a cultura;
  • quais são os comportamentos valorizados;
  • quais desafios eles enfrentam no dia a dia;
  • como a cultura influencia seu trabalho e satisfação.

3. Observação direta 

Observar o comportamento dos funcionários e as interações diárias também ajudam a fornecer indícios sobre a cultura organizacional, por exemplo, através de:

  • observação pessoal;
  • participação em reuniões ou projetos;
  • interação com os funcionários em diferentes níveis hierárquicos;
  • reuniões individuais entre o RH e os colaboradores, gestores e diretores;
  • observar como as pessoas se comunicam, colaboram e tomam decisões.

4. Análise de documentos e materiais

Revisar documentos internos – como manuais de funcionários, códigos de conduta, políticas e comunicados internos -, também refletem os valores e comportamentos incentivados pela empresa.

Portanto, analisar esses materiais é uma maneira de identificar a cultura organizacional em relação aos processos formais.

5. Taxa de rotatividade, evasão e engajamento dos funcionários

A taxa de rotatividade de funcionários e o nível de engajamento dos colaboradores são indicadores indiretos da cultura organizacional. 

Afinal, uma alta rotatividade ou baixo engajamento indicam problemas culturais subjacentes, como por exemplo, a empresa pode estar “vendendo” uma imagem que não condiz com a realidade diária da empresa.

Outro ponto é analisar o processo seletivo e entender se as características, funções e salários dos cargos estão sendo expressados corretamente, ou até mesmo, se é o perfil de contratação que não está sendo levado em conta nesse processo.

6. Avaliação de líderes

Os líderes desempenham um papel fundamental na criação e manutenção da cultura, pois são eles que estão treinando os próximos líderes e ajudando na boa realização diária das tarefas.

Portanto, uma dica valiosa é realizar avaliações de liderança. Isso ajuda a identificar como eles estão incorporando e promovendo os valores da empresa para os demais colaboradores, assim como as suas ações impactam na cultura da empresa.

7. Análise de resultados de negócios

A cultura organizacional influencia diretamente nos resultados de negócios. 

Avaliar indicadores-chave de desempenho – como produtividade, satisfação do cliente, inovação e rentabilidade – fornece insights sobre como a cultura está afetando a performance da empresa.

É importante destacar que medir a cultura organizacional é um processo contínuo e deve ser adaptado às necessidades e características específicas de cada empresa. 

Conclusão: a cultura é a base para o sucesso empresarial a longo prazo

E aí, já está planejando a cultura da sua empresa?! 

Aqui na Payfy, além de vários traços internos que refletem a nossa cultura organizacional, temos como nossa missão a tarefa de:

 “Desburocratizar a vida financeira das empresas através de inovação tecnológica”.

Com esse objetivo em mente, estamos há mais de 3 anos no mercado, ajudando na gestão de despesas de mais de 500 empresas de diversos nichos, como:

  • Havaianas;
  • P&G;
  • Unimed;
  • LG;

Através de um sistema de cartões inteligentes integrado, com aplicativo de gestão, estamos constantemente trabalhando para transformar a nossa missão em realidade e ajudar empresas de todo o mundo.

Se sua empresa também busca automatizar as despesas corporativas, te convido a conferir nosso artigo sobre softwares de gestão financeira.

Além de sermos uma solução de gastos, também podemos integrar no nosso sistema diversas ferramentas como SAP, Oracle, TOTVS, entre outros.

Quer tornar a inovação tecnológica parte da cultura da sua empresa? Então te convido para um conteúdo completo sobre a Transformação Digital e como tornar a sua empresa parte dessa realidade.

No artigo eu abordo o conceito de transformação digital, 4 etapas para implementar a tecnologia na sua empresa, benefícios dessa prática e 3 casos de sucesso para inspirar a transformação do seu negócio.

Te espero lá, até a próxima!


André Apollaro

Founder & CEO da Payfy

Publicações relacionadas

Produtos

Payfy é a solução de gastos para equipes com visão de futuro.

Aprenda

Conteúdos e guias gratuitos sobre gestão de gastos corporativos e como utilizar nossos softwares da melhor maneira.