Economize tempo e assuma o controle dos gastos

Mude para gestão de gastos empresariais mais inteligentes hoje mesmo

Links rápidos

Conta contábil: o que é e como classificar?

André Apollaro

Data de publicação: 14/08/2023

Para manter um bom controle das finanças em negócio, é necessário entender bem os conceitos básicos desse ramo. Uma das principais ferramentas da contabilidade é a conta contábil. 

Se você tem dúvidas sobre o que esse conceito significa, então fique comigo ao longo deste artigo! 

Nele vamos explicar o que é, os tipos que existem,como classificá-las na sua empresa e dicas para elaborar as contas contábeis.

Vamos lá?

Entendendo o conceito: O que é conta contábil?

A conta contábil é uma ferramenta utilizada na contabilidade para registrar e medir os eventos financeiros ocorridos em uma empresa, como:

  • compra ou venda de produtos;
  • salários dos funcionários;
  • pagamento de contas diversas. 

Em outras palavras, a conta contábil é uma forma de categorizar uma transação financeira, tornando possível identificá-las por um nome e um número único no sistema contábil. 

Por isso, a utilização de conta contábil é um dos principais instrumentos utilizados pelos contadores. Através desse processo é possível classificar as despesas e receitas e, portanto, fazer uma gestão financeira eficiente.

Cada operação financeira ocorrida na empresa precisa se classificar em uma conta contábil, sendo separadas em dois tipos: 

  1. contas patrimoniais;
  2. contas de resultado. 

As contas patrimoniais são aquelas que representam os bens, direitos e obrigações da empresa. 

Por outro lado, as contas de resultado representam as receitas e despesas da empresa.

Portanto, todas essas transações são classificadas e organizadas em um plano de contas, que é uma lista de todas as contas utilizadas pela empresa. 

Diferença entre conta contábil e conta bancária

Muitas pessoas confundem conta contábil com conta bancária, mas há uma diferença crucial entre elas. 

A conta bancária é o lugar onde o dinheiro da empresa é guardado e é uma ferramenta utilizada para controlar o dinheiro da empresa. 

Já a conta contábil é um método para classificar e categorizar as operações financeiras ocorridas na empresa, com o objetivo de controlar as transações financeiras da empresa. 

Ou seja, elas são ferramentas diferentes que trabalham em conjunto para a gestão financeira de qualquer empresa.

Contudo, é preciso lembrar que nem todas as transações financeiras da empresa envolvem dinheiro, como é o caso das transações realizadas a prazo.

Veja também: como utilizar carteira digital de pagamento.

Tipos de contas contábeis

As contas contábeis são o coração da contabilidade de qualquer empresa, sendo essenciais para a organização financeira e para a tomada de decisões. 

Portanto, é importante saber quais são os tipos de conta contábil. Podemos dividi-las em quatro grandes grupos: 

  1. contas do ativo;
  2. do passivo;
  3. contas de patrimônio líquido;
  4. de receitas e despesas. 

Vamos falar um pouco mais sobre cada uma delas abaixo.

1 – Contas do Ativo

O grupo dos ativos é formado pelas contas que representam os bens e direitos da empresa. Essas contas são muito importantes, pois representam tudo o que está em posse da empresa, desde dinheiro em caixa até equipamentos, imóveis e produtos em estoque. 

Quando uma empresa adquire um novo bem ou direito, por exemplo, a conta do ativo correspondente aumenta. Portanto, as contas são classificadas em ordem decrescente de liquidez – contas mais líquidas fiquem no topo da lista.

Além disso, as contas do ativo também podem ser classificadas entre circulante e não circulante. 

Dessa forma, as contas circulantes são aquelas que podem ser convertidas em dinheiro em um período de até um ano. 

Enquanto as contas não circulantes são aquelas que não podem ser convertidas em dinheiro em um período de um ano.

2 – Contas do Passivo

Por outro lado, as contas do passivo representam as obrigações da empresa. Elas incluem tudo o que a empresa deve a outras pessoas ou empresas, como fornecedores, funcionários e impostos. 

Quando a empresa contrai uma dívida ou faz um pagamento, por exemplo, a conta do passivo correspondente aumenta ou diminui, respectivamente.

Assim como as contas do ativo, as contas do passivo também podem ser classificadas em circulante e não circulante. 

Dessa forma, as contas circulantes são aquelas que precisam ser pagas em um período de até um ano. Já as contas não circulantes são aquelas que precisam ser pagas em um período de mais de um ano.

3 – Contas de Patrimônio Líquido

As contas de patrimônio líquido representam o valor que sobra para a empresa após o pagamento de todas as dívidas e outras obrigações. Entre essas contas, estão:

  • capital social;
  • reservas de lucro. 

Quando a empresa tem lucro, o valor é adicionado às contas de patrimônio líquido, aumentando o valor total do patrimônio da empresa.

Como elas representam o valor que a empresa tem para investir em novos projetos e oportunidades de crescimento, essas contas de patrimônio líquido são muito importantes para a saúde financeira da empresa.

4 – Contas de Receitas e Despesas

Por fim, as contas de receitas e despesas registram as entradas e saídas de dinheiro relacionadas à atividade da empresa. 

As receitas referem-se aos ganhos da empresa em sua atividade, enquanto as despesas representam os gastos necessários para manter a empresa em funcionamento.

Dessa forma as contas de receitas e despesas são muito importantes para a análise financeira da empresa, pois elas ajudam a identificar onde a empresa está gastando mais dinheiro e onde está gerando mais receita.

Como classificar as contas contábeis?

Antes de tudo, para classificar as contas contábeis de forma correta, é necessário criar um Plano de Contas. 

Ou seja, esse plano refere-se a uma lista com todas as contas utilizadas pela empresa e as suas respectivas classificações. Portanto, ele deve ser baseado nas normas contábeis e adaptado às especificidades da empresa.

Além disso, para que a empresa possa ter uma visão precisa da sua situação financeira, deve-se classificar as contas contábeis de forma clara e objetiva.

O Plano de Contas

O Plano de Contas é um documento extremamente importante para qualquer empresa. 

Ele define quais são as contas que serão usadas na contabilidade, como elas serão organizadas e quais classificações podem ser utilizadas. 

Um bom plano de contas facilita o registro de transações financeiras e a criação de relatórios financeiros confiáveis que ajudem na tomada de decisões.

Além disso, o Plano de Contas também pode ser utilizado como uma ferramenta de gestão, permitindo que a empresa tenha uma visão mais clara e organizada das suas finanças.

Regras para classificação de contas

Existem algumas regras básicas para a classificação de contas contábeis:

  1. as despesas são classificas em: 
    1. despesas operacionais e,
    2. não operacionais;
  2. as receitas se classificam em: 
    1. produto ou,
    2. segmento de mercado;
  3. as contas do patrimônio líquido se compõem pelos: 
    1. investimentos dos acionistas na empresa;
    2. reservas de lucro e,
    3. dividendos pagos aos acionistas.

Além dessas regras básicas, é lembre-se que cada empresa tem suas próprias especificidades e necessidades, vindo a exigir a criação de novas classificações ou a adaptação das existentes.

Exemplos de classificação de contas contábeis

Para entender melhor a classificação de contas contábeis, vamos dar alguns exemplos. 

  1. a conta “Fornecedores” é uma dívida de curto prazo e que deve ser paga em até um ano, portanto é classificada como passivo circulante. 
  2. já a conta “Aluguel” é uma despesa operacional, ou seja, é uma despesa necessária para a operação da empresa. 
  3. a conta “Impostos s/ Lucro” é um passivo exigível, ou seja, é uma dívida que a empresa tem com o governo e que deve ser paga em um prazo determinado. 
  4. por fim, a conta “Salários” é uma despesa operacional, já que é uma despesa necessária para manter a equipe da empresa.

Portanto, a classificação correta das contas contábeis é fundamental para a saúde financeira da empresa, sendo indispensável contar com profissionais qualificados e experientes na área contábil.

 

conta contábil - cartão corporativo

A importância de atualizar e organizar as contas contábeis de uma empresa

A conta contábil é de extrema importância para a gestão financeira de uma empresa, pois ela permite o registro detalhado das operações financeiras da empresa.

Isso facilita o controle de gastos e a visualização da saúde financeira da empresa. Afinal, com as contas bem organizadas, é possível verificar de onde vem a maior parte das receitas e onde estão sendo feitos os maiores gastos.

Além disso, a conta contábil é fundamental para a elaboração do balanço patrimonial e da demonstração de resultado do exercício. Esses são dois dos principais relatórios contábeis utilizados pelas empresas para avaliar sua situação financeira.

Além disso, manter as contas contábeis em dia é uma forma de garantir que a empresa esteja em conformidade com as normas contábeis e fiscais, evitando problemas com o Fisco e possíveis multas e penalidades.

Portanto, separei algumas tarefas que devem estar na rotina da equipe financeira da sua empresa:

Manutenção e revisão do Plano de Contas

A fim de garantir a conformidade com as mudanças nas normas contábeis e necessidades específicas da empresa, deve-se revisar e atualizar constantemente o plano de contas. Isso evita a utilização de contas obsoletas ou desnecessárias.

Além disso, um Plano de Contas bem estruturado e organizado facilita o trabalho do contador e do departamento financeiro da empresa. 

Afinal, com as contas contábeis devidamente categorizadas, é mais fácil gerar relatórios financeiros precisos e identificar possíveis erros ou inconsistências nas movimentações financeiras.

Acompanhamento das movimentações financeiras

Para que toda operação financeira esteja adequadamente categoriza, deve-se registrá-la imediatamente na conta contábil correspondente. 

Dessa forma, as contas contábeis estão sempre atualizadas e o acompanhamento das movimentações financeiras da empresa otimizado. 

Portanto a empresa deve contar com um sistema de controle financeiro eficiente, que permita um fácil registro e acompanhamento de todas as movimentações financeiras – desde as despesas do dia a dia até as grandes operações de investimento.

Impacto na análise e tomada de decisões

Com as contas organizadas e atualizadas, fica muito mais fácil analisar os dados financeiros da empresa e tomar decisões estratégicas baseadas nesses dados. 

Como consequência, sua empresa tem uma gestão financeira mais eficiente e eficaz, o que garante o sucesso do negócio a longo prazo.

Além disso, um bom controle contábil e financeiro permite identificar oportunidades de melhoria e otimização dos processos financeiros da empresa. Tornando possível reduzir custos, aumentar a eficiência e a rentabilidade do negócio.

3 Dicas para uma gestão eficiente das contas contábeis

A gestão das contas contábeis é uma das tarefas mais importantes para o sucesso financeiro de qualquer empresa. 

Para garantir que as contas estejam bem organizadas e classificadas corretamente, é necessário seguir algumas dicas importantes.

1 – Controle e monitoramento constante

Como falamos bastante no bloco anterior, o controle e monitoramento constante das contas contábeis garante que tudo esteja ocorrendo conforme o planejado. Isso permite:

  • a criação de relatórios rápidos e precisos;
  • ajuda a evitar desvios financeiros ou despesas desnecessárias;
  • identificar oportunidades de crescimento;
  • evitar possíveis problemas;

2 – Consultoria e apoio de profissionais especializados

Esse ponto é tão essencial que deixa de ser uma dica e passa a ser uma imposição: é fundamental que a empresa tenha uma equipe de profissionais especializados em contabilidade e finanças para garantir a correta classificação das contas contábeis. 

Ter esses profissionais como aliados ajuda a tomar decisões mais acertadas e seguras e evita erros que possam ser prejudiciais para a empresa.

Além disso, eles podem oferecer orientações e estratégias para melhorar a gestão das contas contábeis e maximizar o desempenho financeiro da empresa.

3 – Utilização de softwares de gestão financeira

Por fim, um dos maiores desafios da contabilidade é garantir que todas as contas sejam classificadas corretamente e em tempo hábil. (Inclusive, saiba como funciona o cartão para contabilidade empresarial).

Uma forma de facilitar esse processo é usar um software de gestão financeira, que automatiza grande parte do processo e ajuda na organização das contas contábeis.

Esses softwares também ajudam a controlar as despesas e receitas da empresa, permitindo que a contabilidade tenha uma visão geral do fluxo de caixa e possa tomar decisões mais acertadas.

Nós da Payfy desenvolvemos um software de gestão financeira que conta com cartões inteligentes – de crédito e débito – para otimizar ainda mais a gestão de despesas das empresas. 

Ainda não conhece essa tecnologia? Te convido a conferir nosso blog post sobre software financeiro onde explicamos a fundo o que é e as suas vantagens.

Se você já tem interesse nesta solução, fique a vontade para entrar em contato com o nosso time de vendas e tirar todas as suas dúvidas.

conta contábil - software de gestão financeira

Até a próxima!


André Apollaro

Founder & CEO da Payfy

Publicações relacionadas

Produtos

Payfy é a solução de gastos para equipes com visão de futuro.

Aprenda

Conteúdos e guias gratuitos sobre gestão de gastos corporativos e como utilizar nossos softwares da melhor maneira.