Links rápidos

Economize tempo e assuma o controle dos gastos

Mude para gestão de gastos empresariais mais inteligentes hoje mesmo

Auditoria Financeira: o que é e como fazê-la

André Apollaro

Data de publicação: 15/05/2023

Auditor realizando auditoria financeira
Auditor realizando auditoria financeira

A auditoria financeira é um daqueles processos que só acontecem de vez em quando, mas tem uma importância vital nas operações e estratégia de qualquer organização.

Pensando nisso, escrevi este artigo para esclarecer tudo que você precisa saber sobre o assunto. Então, se às vezes você se pergunta a diferença entre auditoria e ouvidoria, você está no lugar certo.

Boa leitura!

O que é uma Auditoria Financeira?

A auditoria financeira é uma atividade de verificação e validação das demonstrações financeiras de uma organização para garantir sua precisão, confiabilidade e conformidade com os princípios contábeis aplicáveis.  

Em outras palavras, a auditoria financeira refere-se a uma série de verificações e análises realizadas para assegurar a saúde financeira da empresa, como:

  • análise das transações financeiras;
  • verificação da exatidão dos registros contábeis;
  • revisão dos procedimentos internos;
  • verificação da conformidade com as leis e regulamentos;
  • avaliação geral da posição financeira da organização.

Além disso, a auditoria também ajuda a identificar possíveis fraudes, erros contábeis, desperdícios e outras irregularidades financeiras, contribuindo para a eficiência e a integridade dos processos financeiros de uma empresa.

Já a ouvidoria, caso você ainda esteja se perguntando, é um canal interno da empresa para mediar – ou seja, ”ouvir” – opiniões, conflitos, reclamações e denúncias entre os colaboradores. No entanto, não possui nenhuma relação com a auditoria financeira.

Quais são os benefícios de uma Auditoria Financeira?

Se você está acompanhando o escândalo das lojas Americanas, já deve imaginar a importância de verificar e autenticar os dados contábeis de um negócio. 

Veja bem, estamos falando da quinta maior varejista do país, administrada por empresários respeitados e aclamados.

Apesar de tudo isso, como não houve integridade na gestão e nas auditorias, a empresa está com um rombo de R$20 bilhões e um mar de lama associado à marca.

Ações das Americanas com o escândalo  de auditoria financeira
Com o escândalo financeiro, o mercado perdeu a confiança nas lojas Americanas, e o preço das ações despencaram.

Por isso, a auditoria financeira desempenha um papel crucial no meio corporativo. Ela representa segurança tanto para a organização auditada quanto para as partes externas interessadas – como sócios e investidores.

Ainda não acredita em mim?

Então, aqui estão algumas das principais razões pelas quais você deveria realizar auditorias financeiras na sua empresa:

Identificação de fraudes e erros

Os auditores financeiros são treinados para identificar possíveis fraudes, erros e irregularidades nos registros financeiros.

Assim, ao analisar os processos e controles internos da empresa, eles ajudam a prevenir e detectar erros operacionais e atividades fraudulentas, protegendo os ativos da organização e mitigando riscos.

Conformidade com leis e regulamentos

A auditoria financeira também verifica se a organização está em conformidade com as leis, regulamentos contábeis e fiscais. 

O resultado disso é a prevenção de multas, penalidades e sanções, bem como a transparência e a ética nos negócios.

Avaliação da eficiência operacional

Além de examinar detalhadamente as demonstrações financeiras, a auditoria também envolve a revisão dos processos operacionais e controles internos da organização, como mencionamos anteriormente.

Assim, identificam-se ineficiências operacionais, lacunas nos controles financeiros e áreas que precisam de melhorias. Em seguida, os auditores oferecem recomendações que ajudam a empresa a reduzir riscos e otimizar seus recursos.

Proteção dos interesses dos acionistas e investidores

Por fim, a auditoria financeira desempenha um papel crucial na proteção dos interesses dos acionistas e investidores, fornecendo informações confiáveis ​​sobre a realidade financeira da empresa.

Isso garante que o mercado tome decisões informadas sobre investimentos, compras de ações e avaliações de risco.

Por isso, quando há um escândalo financeiro como o das lojas Americanas, o mercado passa a desconfiar dos administradores e auditores envolvidos, prejudicando a precificação e operação do negócio, e possivelmente levando-o à falência.

O que faz um Auditor Financeiro?

Como o nome já sugere, um auditor financeiro é o profissional responsável por realizar auditorias financeiras em organizações

Assim, são de sua responsabilidades as seguintes atividades:

1. Planejamento da auditoria

O auditor financeiro inicia o processo definindo um plano detalhado do trabalho a ser realizado, como:

  • estabelecer os objetivos da auditoria;
  • identificar áreas de risco;
  • definir o cronograma.

2. Coleta e análise de dados

Em seguida, ele coleta informações e documentos relevantes, como:

  • registros contábeis;
  • extratos bancários;
  • contratos; e, 
  • outros dados financeiros. 

Em alguns casos, são coletados também e-mails de aprovação de orçamento e vendas, que estão diretamente ligados ao próximo passo.

3. Avaliação dos controles internos

Então, com todos os dados e documentos coletados, o auditor avalia os controles internos da organização para garantir que sejam adequados e eficazes na prevenção de erros, fraudes e irregularidades.

4. Teste de transações e saldos

O auditor também realiza testes, selecionando amostras de transações e saldos de contas para verificar sua precisão e validade. Essa atividade envolve:

  • a reconciliação de documentos;
  • a confirmação com terceiros;
  • a verificação de cálculos; e,
  • outras técnicas de auditoria.

5. Preparação do relatório

Por fim, ao concluir as etapas anteriores, o auditor financeiro prepara um relatório que resume as descobertas e conclusões sobre as demonstrações financeiras da organização.

Geralmente, o relatório contém ressalvas e observações sobre áreas de preocupação, bem como recomendações para melhorias. Basicamente, o objetivo é fornecer informações precisas e úteis para a empresa auditada.

É importante observar também, que os deveres de um auditor financeiro podem variar dependendo do contexto, do setor e dos requisitos legais e regulatórios aplicáveis.

Qual a diferença entre Auditoria Interna e Externa?

Em geral, as auditorias costumam ser divididas em duas categorias: interna e externa. E a diferença entre a auditoria interna e a externa reside principalmente:

  1. no escopo;
  1. na posição dos auditores;
  1. e nos objetivos da auditoria.

Assim, a auditoria interna é realizada por uma equipe de auditores internos, que são funcionários da organização em questão. Esses auditores têm um amplo conhecimento dos processos internos, sistemas de controle e riscos da empresa.

Portanto, a auditoria interna tem como objetivo principal avaliar a eficácia dos processos internos, identificar áreas de melhoria e fornecer recomendações aos gestores da empresa auditada.

Por outro lado, a auditoria externa é conduzida por uma empresa de auditoria independente, contratada externamente pela organização.

Seu principal objetivo é realizar uma revisão objetiva e imparcial das demonstrações financeiras da organização para verificar se elas estão em conformidade com os princípios contábeis aplicáveis e as normas de relatório financeiro.

Desse modo, seu relatório de auditoria é divulgado publicamente e é utilizado por acionistas, investidores e outras partes interessadas para avaliar a credibilidade e a precisão das demonstrações financeiras.

Conclusão: auditoria e confiança são inseparáveis!

Apesar de tudo que foi falado neste artigo, é essencial entender que de nada adianta realizar auditorias se não pudermos confiar nos auditores.

Voltando para o caso das lojas Americanas, ela é  uma empresa de capital aberto, portanto tem a obrigação de realizar auditorias e publicar relatórios contábeis periodicamente.

Então, como é possível que os auditores e investidores não identificaram o rombo de R$20 bilhões nas contas da empresa?

Pois é, as autoridades ainda estão trabalhando para esclarecer essa questão, mas muito provavelmente a resposta envolve:

  • corrupção de auditores;
  • corrupção de gestores;
  • e maquiagem de números financeiros (a famosa “contabilidade criativa”).

Por isso, devemos sempre avaliar a confiabilidade tanto da empresa quanto dos auditores antes de analisar qualquer tipo de demonstração financeira.

Esse conteúdo foi útil? Te convido para acessar o blog da Payfy e conferir os diversos artigos sobre finanças empresariais, gestão de gastos e outros temas.

Até a próxima!


André Apollaro

Founder & CEO da Payfy

Publicações relacionadas

plugins premium WordPress

Produtos

Payfy é a solução de gastos para equipes com visão de futuro.

Aprenda

Conteúdos e guias gratuitos sobre gestão de gastos corporativos e como utilizar nossos softwares da melhor maneira.